terça-feira, 23 de outubro de 2012

Síntese da MIDIA IMPRESSA

Um resumo das notícias da impressa Golpista sobre o julgamento (tribunal de exceção) da AP 470 e as eleições. Até o STF virou palanque.

Mensalão/formação de quadrilha/condenações – Jornais de circulação nacional e Correio dão manchetes para condenação do ex-ministro José Dirceu e outros nove réus no processo do mensalão por formação de quadrilha. Estado, “Supremo condena Dirceu por formação de quadrilha”. Reporta que o STF concluiu ontem a votação sobre os crimes do mensalão, confirmando a denúncia da Procuradoria-Geral da República, apresentada em 2006, segundo a qual o ex-ministro José Dirceu “era chefe de quadrilha montada para comprar apoio político no primeiro mandato do ex-presidente Lula” por seis votos a quatro. Informa que a margem apertada do placar dá direito aos condenados de utilizar o recurso do embargo infringente, que, se aceito, obriga o Supremo a fazer uma nova avaliação do caso. Noticia que, com a conclusão da fase de votação, 25 réus foram condenados. Folha, “STF condena Dirceu e cúpula do PT por formação de quadrilha”. Lembra que, entre os considerados culpados pelo mesmo crime estão o ex-presidente do PT José Genoino, o ex-tesoureiro Delúbio Soares, o empresário Marcos Valério e Kátia Rabello, controladora do Banco Rural. Globo, “STF condena quadrilha e agora só falta a pena”. Jornal lembra que há três casos de empate, tema que os juizes debaterão a partir de hoje, assim como a definição da pena que caberá a cada um. Jornal destaca que, para o ministro Celso de Mello, o processo foi "um dos episódios mais vergonhosos da história política de nosso país" e revelou "um grupo de delinquentes que degradou a atividade política transformando-a em plataforma de ações criminosas". Correio, “Quadrilha do mensalão é condenada pelo STF”. Valor chama na capa que “STF decide que mensalão foi quadrilha”. Folha, internamente, destaca que “Dirceu afirma que decisão representa risco à democracia”. Globo, internamente, “Dirceu critica decisão do STF: ‘Nunca fiz parte nem chefiei quadrilha’”. Estado destaca internamente que “Dirceu vai recorrer de condenação ao próprio Supremo”. Folha traz foto de capa que registra encontro no domingo entre Dirceu e militantes do movimento estudantil de 68. 


Eleição-SP/Haddad/saúde – Folha diz na capa que “Haddad atacou gestão de saúde que defende na sua campanha”. Segundo o jornal, quando pré-candidato a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) gravou vídeo em que ataca a "a privatização da gestão" da saúde, em referência ao modelo das OSs (organizações sociais). Afirma que agora, na campanha, tem dito que manterá o sistema. Registra que, segundo a assessoria de Haddad, a intenção dele é manter sob gestão pública os três novos hospitais que prometeu. Folha, internamente, noticia que “Justiça proíbe sátira de Haddad feita pela campanha de Serra”, em referência ao jogo online “Angry Haddad”. Em outra retranca interna, Folha diz que, “Por façanha inédita, PT se alia à direita em Guarulhos”. Globo noticia internamente que “Haddad conquista o apoio de 20 entidades evangélicas”. Estado, internamente, diz que “Cartolas dão apoio a Haddad em troca de permuta de dívida”. Em editorial “O levantador de postes”, Estado se rende à capacidade do ex-presidente Lula de cunhar frases de efeito. Diz contudo que “o teste dos testes” se dará na eleição em SP.
 
Postar um comentário