quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Síntese da Mídia (golpista) sobre a AP 470

Mensalão/eleição – Globo e Estado trazem manchetes que vinculam condenação do chamado núcleo político do mensalão pelo STF ao 2º turno em SP. Globo, em “Após condenação, PT corre para conter dano eleitoral”, destaca que, “com aval de José Dirceu”, o PT decidiu ontem não reagir à condenação de seus dirigentes pelo STF para não atrapalhar o desempenho nas eleições. Reporta que tanto Dirceu quanto José Genoino, entretanto, foram aplaudidos na reunião do Diretório Nacional do partido. Registra que o presidente Ayres Britto disse que o mensalão foi um golpe na democracia. Estado traz que, “Condenado, Dirceu diz que prioridade é ganhar 2º turno”. Folha dá como segundo desaque de capa que “Dirceu pede que petistas reajam à mídia e à Justiça”, às quais acusaram de perseguição. No corpo da chamada, informa que “Dirceu disse que a prioridade agora é vencer a eleição no maior número possível de cidades e que foi o partido, e não ele, o principal condenado pelo STF”. Registra que Genoino demitiu-se de cargo de assessoria no Ministério da Defesa. Folha chama na capa opinião de Clóvis Rossi, que “Mídia no exterior desnudou a tese de conspiração golpista, esgrimida pelos hidrófobos do lulo-petismo”. “Projeto criminoso” – Folha, em outra chamada de capa, noticia que “Ministro [Celso de Mello] diz que mensalão é 'projeto criminoso de poder'”. No corpo da matéria, anota posicionamento final de Ayres Britto, que “chamou o esquema de tentativa de ‘golpe’”. Registra ainda que ministro Joaquim Barbosa será o novo presidente da corte. “Prisão imediata” – Globo, em “Prisão imediata entrará em pauta”, diz que o relator do mensalão, Joaquim Barbosa, submeterá aos colegas o pedido do MP de condenação imediata dos réus após a definição das penas. Anota que Marco Aurélio já se posicionou contra, alegando "execução precoce". Especialistas ouvidos pelo Globo dizem que “possíveis detenções só ano que vem”. Barbosa/presidente – Barbosa é destacado em três capas pela escolha pelos pares para assumir a presidência do STF – Valor, “No topo”; Estado, “Agora ele á presidente” [com foto dele refestelado na sua poltrona no Tribunal]; Correio, ao lado de mostrá-lo ereto, togado, ao lado de dois quadrinhos que sumarizam a sua trajetória, “De engraxate a presidente do STF”. Editorial da Folha, “Vitória republicana”; do Globo, “O alcance da condenação de José Dirceu”; do Estado, “O alcance de uma sentença”. 
Postar um comentário