terça-feira, 24 de abril de 2012

Síntese dos TELEJORNAIS

DILMA NO NORDESTE: combate à seca – O Jornal da Band disse que “a presidente Dilma Rousseff se reuniu hoje com governadores do Nordeste para discutir o problema da seca. O fenômeno atinge 600 cidades na região. Mais de 200 estão em estado de emergência. sertão é uma das regiões que mais sofrem com a falta de chuvas. Reportagem destacou a situação no Ceará onde “abril está sendo o mais crítico, as chuvas estão 70% abaixo da média” e no interior Rio Grande do Norte “a situação não é diferente. Quem não pode pagar água tem que recorrer aos carros-pipas, distribuídos gratuitamente pelo estado. (...) A presidente Dilma Rousseff declarou: “Nós pretendemos não deixar que a seca devaste tudo o que conquistamos nos últimos anos, de crescimento, de melhoria de vida, de condições de sobrevivência no semiárido nordestino”. Sem mostrar o discurso da presidenta, o Repórter Brasil disse que a presidenta Dilma Rousseff foi a Sergipe para se encontrar com os governadores da região e anunciou a liberação de R$ 2,7 bilhões.  Segundo a reportagem, “o pacote de ajuda tem seis medidas: ampliação do abastecimento por carros-pipa, aumento do Programa Água Para Todos, recuperação de 2.400 poços artesianos, ampliação do Programa Garantia Safra, criação do Bolsa Estiagem, que prevê o pagamento de R$ 400 para agricultores familiares e a liberação de créditos emergenciais com limite de financiamentos de 12 mil para pequenos agricultores e de até cem mil para médios e grandes produtores. O ministro da Integração Fernando Bezerra disse que essas ações trabalham em duas direções: as emergenciais que é colocar água para não faltar água para o consumo humano e para a dessendentação (sic) de animais no sentido de a gente minimizar a perda dos rebanhos. Estamos, por outro lado, reforçando ações estruturantes para que a gente possa gerar emprego”. Dados do Ministério da Ciência e Tecnologia mostram que a seca deve atingir 1.100 municípios nos próximos seis meses. Doze milhões de pessoas devem sofrer com a falta de água. Comitês estaduais serão criados para acompanhar a implantação das medidas e a aplicação dos recursos. O Jornal Nacional anunciou a nova reportagem no JN no Ar no sertão baiano e disse que “o problema é tão grave que hoje a presidente Dilma Rousseff anunciou, em Sergipe, a liberação de R$ 2,7 bilhões para medidas emergenciais, como a criação, por medida provisória, do Bolsa Estiagem, de R$ 400, parcelados em cinco vezes”. Sbt e Record ignoraram o assunto.
CPI DO CACHOEIRA: instalação na 4ª feira – O Jornal Nacional disse que no mesmo dia em que o senador Demostenes entrega sua defesa ao Conselho de Ética do Senado, deve ser instalada a CPI que vai investigar a relação de Carlinhos Cachoeira com políticos e empresas. Dos 16 integrantes do Senado, apenas cinco são conhecidos, entre eles o presidente da CPI, Vital do Rêgo (PMDB-PB). Na Câmara, só o PT não indicou seus nomes. São três deputados, e um deles será o relator da comissão. Nesta 2ª feira, o líder do partido disse que há muitos candidatos e que, por isso, a definição ainda não saiu”. Jilmar Tatto disse que “tem um conjunto de companheiros do PT que estão à disposição para cumprir a função nessa CPI. Não tem disputa, tem, eu diria, opiniões diferenciadas, de perfil, mas não é disputa”. O Jornal da Band destacou que “a comissão terá seis meses para concluir as investigações. Mas esse prazo pode ser prorrogado por mais tempo”. O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) avaliou que “essa poderá ser uma das CPIs mais sangrentas da história do Congresso Nacional”. No Sbt Brasil, Carlos Chagas lembrou que “uma CPI não julga, não cassa mandatos, não manda ninguém para a cadeia, apenas investiga e repassa seu relatório ao Ministério Público (...)”.
Foco na Oposição – Segundo o Jornal da Band, o PT “já deixou claro que tentará ligar o bicheiro Carlos Cachoeira aos políticos da oposição”. Jilmar Tatto disse que “o envolvimento de membros importantes da oposição, até nesse momento, é bastante significativo. Quer dizer, o envolvimento do Marconi Perillo, do governador do PSDB em Goiás, parece que é sério, assim como do senador do DEM, Demóstenes Torres”. O Jornal da Record mostrou a mesma declaração destacando que “para o líder petista, desta vez, a CPI é ruim para a oposição”. 
Foco no Governo – O Jornal da Band disse que “para o PSDB, a ordem é investigar as relações do governo federal com a construtora Delta, que recebeu quase R$ 4 bilhões do governo petista. Mais da metade dos contratos da empresa com o governo federal receberam aditivos que somam R$ 436 milhões”. O senador Álvaro Dias apareceu questionando: “Quem determinava que esses aditivos fossem concedidos? Que ministro? Dos Transportes, Planejamento, da Casa Civil, ou a Presidência da República? Quem determinava esses aditivos?” O Jornal da Record destacou que “com apenas sete das 32 vagas na comissão, a oposição tenta uma estratégia para acuar o governo, quer uma devassa nas contas da Empreiteira Delta que está nas obras do PAC. Mas o Planalto se antecipa, a Controladoria Geral da União vai investigar os contratos da empresa com o governo federal. A disputa política pode afetar a apuração da CPI”. Sem mencionar a briga politica dentro da CPI, o Jornal Nacional deu a informação de que a CGU abriu uma investigação sobre denúncias de irregularidades em contratos da construtora Delta com o governo federal e que “o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, afirmou que as gravações que vêm sendo divulgadas pela imprensa contêm indícios de crimes, como pagamento de propina, corrupção e tráfico de influência”. Reportagem lembrou que “em 2010, uma operação da Polícia Federal no Ceará, denominada Mão Dupla, prendeu servidores do DNIT e funcionários da Delta, suspeitos de desvio de recursos de obras públicas. A Delta pode ser declarada inidônea, ou seja, ficará impedida de assinar contratos com órgãos públicos e terá seus contratos com o governo federal suspensos”. O Repórter Brasil deu a informação em nota.
NOVO CODIGO PENAL: enriquecimento ilícito O Jornal Nacional deu em nota que a comissão de juristas criada pelo Senado para discutir mudanças no Código Penal aprovou hoje uma proposta que criminaliza o enriquecimento ilícito. Pelo projeto, político, juiz ou funcionário público que não conseguir comprovar a origem de bens, ou de dinheiro, responderá na Justiça por crime contra a administração pública. Os juristas propõem pena de um a cinco anos de prisão, além do confisco do bem ilegal. A comissão tem até o fim de maio para apresentar um anteprojeto, que terá de ser votado na Câmara e no Senado. 
INCENTIVOS: Guerra dos portos – O Jornal da Band destacou que o Senado vota nesta 3ª.feira uma lei para unificar o imposto cobrado de produtos importados e “deve acabar com a chamada ‘Guerra dos portos’, que prejudica a indústria nacional”. Reportagem mostrou didaticamente como um copo brasileiro paga “19% de ICMS, 12% ao ser fabricado e 7% ao ser distribuído” e um chinês, similar, “entrou no Brasil com apenas 3% de imposto. Só que ao ser distribuído por Goiás, Santa Catarina e Espírito Santo, os estados cobram 7% de ICMS, ou seja, lucro para eles, prejuízo para a indústria nacional”. 
CODIGO FLORESTAL: votação sem acordo – O Jornal da Band disse que na Câmara, as atenções estão voltadas para o Novo Código Florestal. “A atual legislação é de 1960, e segundo os produtores precisa ser atualizada para que o preço dos alimentos continue acessível. O relator promete deixar para a União e para os estados a polêmica sobre a recomposição de áreas desmatadas”.  O relator Paulo Piau explicou que “a União tem que supervisionar e, evidentemente, cobrar dos estados a aplicação da legislação federal. Mas, eu diria, o Brasil está maduro para isso e não há porque temer”.
ECONOMIA: eleição francesa afeta bolsas – Teles mostraram que o presidente Sarkozy ficou em segundo lugar na votação de domingo e vai disputar o segundo turno com o socialista François Hollande. No Jornal da Band, Joelmir Betting disse que “as eleições na França, praticamente no empate técnico para o segundo turno, abalaram as bolsas europeias com quedas de até 3%, hoje. As de Nova York recuaram menos de 1%, a de São Paulo 1,5%. Agora no câmbio, o dólar voltou a subir para R$ 1,88, a maior cotação desde novembro do ano passado”. Na mesma linha, o Jornal Nacional disse que “as propostas de François Hollande para a economia desagradam os investidores. Os números ruins da Espanha e da China também pesaram”.
Postar um comentário