terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Tirem as patas da Petrobras!!!!

OTC 2015: recebemos pela 3ª vez maior prêmio da indústria de petróleo e gás

Este prêmio é o maior reconhecimento que uma empresa de petróleo pode receber na qualidade de operadora offshore
Em maio de 2015, em Houston (EUA), receberemos pela terceira vez o prêmio OTCDistinguished Achievement Award for Companies, Organizations, and Institutions em reconhecimento ao conjunto de tecnologias desenvolvidas para a produção da camada pré-sal. Esse prêmio é o maior reconhecimento que uma empresa de petróleo pode receber na qualidade de operadora offshore. Em 1992, recebemos o prêmio por conquistas técnicas notáveis relacionadas ao desenvolvimento de sistemas de produção em águas profundas relativas ao campo de Marlim e, em 2001, por avanços nas tecnologias e na economicidade de projetos de águas profundas, no desenvolvimento do campo de Roncador.
Em carta comunicando a premiação à Petrobras, o presidente da Offshore Technology Conference (OTC), Edward G. Stokes, destacou: “este prêmio é um reconhecimento das conquistas notáveis, significativas e únicas alcançadas pela Petrobras, e das grandes contribuições para a nossa indústria (óleo e gás offshore). O comitê de seleção (da OTC) ficou extremamente impressionado com esta nomeação. As conquistas que a Petrobras fez na perfuração e produção desses reservatórios desafiadores são de classe mundial. A indústria aprendeu muito a partir das informações compartilhadas pela Petrobras sobre o pré-sal nos artigos e sessões apresentados na OTC. Nós todos nos beneficiamos do seu sucesso.”
Produção no Pré-Sal 
O recente recorde de produção de óleo na camada pré-sal, de 713 mil barris diários de petróleo, obtido em 21/12/2014, demonstra a robustez das tecnologias aplicadas.



 
















Principais feitos tecnológicos do pré-sal 

1. Primeira Boia de Sustentação de Risers (BSR)
2. Primeiro riser rígido desacoplado e em catenária livre, chamado de Steel Catenary Riser (SRC)
3. Mais profundo Steel Lazy Wave Riser (SLWR)
4. Mais profundo riser flexível
5. Primeira aplicação de risers flexíveis com monitoramento integrado
6. Recorde de profundidade de lâmina d'água (2.103m)
Para perfuração de um poço submarino com a técnica de Pressurized Mud Cap Drilling (PMCD) com sonda de posicionamento dinâmico.
7. Primeiro uso intensivo de completação inteligente em águas ultraprofundas, em poços satélites
8. Primeira separação de CO2 associado ao gás natural em águas ultraprofundas - 2.220m - com injeção de CO2 em reservatórios de produção
9. Mais profundo poço submarino de injeção de gás com CO2 - 2.220m de lâmina d’água
10. Primeiro uso do método alternado de injeção de água e gás em água ultraprofunda - 2.200m
Postar um comentário