quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Os temas em que Aécio foi desmentido, por Sérgio Medeiros

ENVIADO POR SERGIOMEDEIROSR QUI, 16/10/2014 - 12:40

ATUALIZADO EM 16/10/2014 - 14:52

AUTOR: 



A questão fundamental do debate, é que a Presidente Dilma, trouxe, pela primeira vez, uma série de acusações que circulam nos jornais, ou, em publicações esparsas, para que Aécio se defendesse, ou, melhor, seus defensores não pudessem alegar desconhecimento dos fatos a ele imputados nas mídias sociais.
Assim, trouxe a baila importantes temas como a decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal, que julgou inconstitucional uma lei que efetivou servidores sem concurso, em Minas Gerais (mais de 98 mil). A acusação de que o governo do PSDB em Minas não divulga os gastos com as comunicações nas rádios da família e do próprio Aécio – que o Procurador Geral da República Janot, não absolveu Aécio no caso do Aeroporto de Cláudio (MG), , mas sim determinou que o Ministério Público de Minas Gerais apurasse possível improbidade administrativa.
Isso além de outros que deverão ser abordados em breve, como o caso de Aécio ter sido funcionário fantasma da Câmara Federal dos 17 aos 21 anos, ou como ele mesmo admite, aos 19.   http://tijolaco.com.br/blog/wp-content/uploads/2014/10/ficha.jpg
Alguns dos temas abordados e os links para aferição
Vejam as afirmações da Dilma - Lei mineira que efetivou professores é inconstitucional - site do Supremo Tribunal Federal - por incrível que pareça, esta noticia apareceu apenas no site de noticias do STF - porque será?? nada como uma imprensa amiga ...
ou a referente ao Tribunal de Contas do Estado de MG sobre os gastos em educação e saúde...https://www.scribd.com/.../TCE-MG-Acordao-Tribunal-Pleno...
Sobre os efeitos deletérios do choque de gestão – que aumentou tributos no início e no fim revelou-se um fracasso... Veja reportagem na folha sp..http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/10/1531207-choque-de-gestao-de-aecio-em-minas-tem-efeito-declinante.shtml
ou que ele “trabalhava” na Câmara dos Deputados - Brasília (segundo o site da Câmara desde os 17 aos 21 anos - ) cfe. sua assessoria teria, em parte, confirmado à Folha SP - teria sido aos 19 anos e o fato de morar no Rio de Janeiro, onde estudava não tinha problema nenhum...
Gastos do governo mineiro com rádios de Aécio - cfe Folha SP:
Ministério Público Federal vai investigar Aécio por improbidade administrativa em relação ao aeroporto construído em Cláudio, em terras de familiares.http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/10/1529603-janot-arquiva-parte-de-representacao-do-pt-contra-aecio-por-aeroporto-em-claudio-mg.shtml
Bolsa Família –
Primeiro, a Lei é a 10.836/2003.
Segundo - o Bolsa Família, como programa que se estende - hoje a mais de 14 milhões, nunca teve esta abrangência no governo Fernado Henrique. O valor total despendido por FHC, em um ano(e na realidade foi em apenas um ano, ou melhor, menos), na época, era equivalente a pouco mais de um quarto do que hoje é gasto.
Terceiro, OLHEM o casuísmo do período em que foram instituídos estes programas - , como sempre foi salientado, FHC teve seu primeiro ano de governo em 1994 - em contrapartida o bolsa escola foi criado em 04/2001 e o Cadastro Unico, em 07/2001 - ou seja entrou em funcionamento na hipótese mais otimista em agosto de 2001 -e o vale gás (criado para compensar o fim do subsídio do gás) foi regulamentado em fins de janeiro de 2002 (este ultimo começou a ser pago pouco menos de 07 meses antes das eleições Presidenciais. Assim, a crítica que se faz é que o programa criado por FHC, além de ter sido uma tentativa para ganhar as eleições de 2002, nunca teve o tamanho e a dimensão do Bolsa Familia, ou seja, reflete uma mera caricatura oportunista.
Querer comparar um programa restrito e feito no ultimo ano de um governo de oito anos (primeiro e segundo mandatos) e que atingiu pouco mais de 25% do Bolsa Família, é desproporcional e indevido. Por fim, os peessedebistas, em sua maioria, sempre chamaram e ainda hoje chamam o bolsa família de bolsa esmola, bolsa vagabundo, sendo hipocrisia esta defesa do programa – o caso que a iniciativa de FHC era realmente dar uma esmola eleitoral e não criar um abrangente programa de inclusão.
Apesar de ser um programa federal, o bolsa família tem seu cadastramento feito nos municípios(em que mais de 80% não são administrados do PT), de modo que, não é verdade a questão do atrelamento das pessoas que recebem o benefício ao partido.
A questão é que, efetivamente, a grande maioria dos partidários do psdb e outros partidos conservadores, sempre foi contra o bolsa família (por questão ideológica a maior parte - mas sim, foram, e são contra)- espero que vocês concordem com isso - ou tem alguém (talvez existam) que sempre foi a favor...
De outro lado o PT sempre defendeu - até por uma questão ideológica também - o bolsa familia.  Lula o criou - na atual forma- em seu primeiro ano de mandato .Tabela 1: Evolução da execução financeira do Programa Bolsa Família e dos programas de transferência de renda remanescentes. Brasil, 2002 a 2006 .Programas de transferência de renda Valor executado por ano (em R$ milhões)  - TOTAL 2.268,0(2002) -3.357,1(2003) -5.308,8(2004)- 6.385,(2005)-  7.455,9(2006)
Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. http://www.planejamento.gov.br/.../produc.../Tese_Claret.pdf
Postar um comentário