sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Boletim de Notícias do Instituto Telecom, número 320, em 05 de agosto de 2011


Seminário no Rio debate o futuro da banda larga e das telecomunicações do país, no próximo dia 12

Escrito por Instituto Telecom, sexta-feira, 05 de agosto de 2011

O Instituto Telecom convida todos para participarem do Seminário “O Futuro das Telecomunicações no Brasil”, no próximo dia 12 de agosto, sexta-feira, a partir das 9 h até às 13 h, no auditório do Clube de Engenharia do Rio de Janeiro, localizado na Avenida Rio Branco, 124, no Centro da cidade.

O encontro promovido pelo Clube de Engenharia em parceria com a Carta Capital e apoio do Instituto tem como objetivo debater os rumos da banda larga no país com a sociedade civil e os principais responsáveis e envolvidos com o desenvolvimento do setor. Para isto, será composto por dois painéis temáticos: “Política Industrial para a Área de Telecomunicações” e “Perspectivas das Telecomunicações e Plano Nacional de Banda Larga”.



Anatel sugere que velocidade média da banda larga seja 60% da oferta e chegue a 80% em três anos

Escrito por Miriam Aquino, Tele.Síntese, quinta-feira, 04 de agosto de 2011

A Anatel aprovou hoje as consultas públicas do novo regulamento do Serviço de Comunicação Multimídia (SCM) e do regulamento de qualidade, que ficarão sob consulta pública por 30 dias, e realização de duas audiência públicas. Muitas são as propostas em benefício do consumidor. Entre elas, a agência estabelece que a velocidade média da banda larga fixa deverá ser de 60% do que está sendo oferecido, 70% dois anos depois e 80% a partir de então. Haverá também meta para a velocidade instantânea, que começa com 20% e chega a 40% em três anos. A empresa terá que tornar disponível um software em seu portal para o usuário poder medir a qualidade da banda larga.



Anatel atropela Congresso e obriga SCM a guardar dados de conexão

Escrito por Luis Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz, Convergência Digital, quinta-feira, 04 de agosto de 2011

Ao tratar do novo regulamento sobre o serviço de acesso à internet, a Anatel resolveu mexer em um tópico pra lá de polêmico: a obrigação para que provedores arquivem os registros de conexão – às vezes chamados de “logs de acesso” – por um período de pelo menos três anos. “Estamos alinhados com recomendações do Ministério Público Federal e com o Marco Civil da Internet”, afirma o gerente da Superintendência de Serviços Privados da Anatel, Bruno Ramos.


Rádios comunitárias querem ofertar internet

Escrito por Jacson Segundo, Observatório do Direito à Comunicação, quinta-feira, 04 de agosto de 2011

Uma proposta em estudo pelo Governo Federal pode fazer com que as rádios comunitárias aumentem suas atribuições junto às comunidades. Para a Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), além de continuarem a fazer o trabalho social que realizam, essas emissoras podem contribuir com a expansão da banda larga no país oferecendo internet para os cidadãos e órgãos públicos. Embora ainda se trate de uma ideia embrionária, membros do governo foram receptivos à possibilidade.


Reino Unido deverá reformar leis de direitos autorais para se adequar a novas tecnologias

Escrito por Portal Uol, quinta-feira, 04 de agosto de 2011

O Reino Unido planeja legalizar algo que muitos de seus cidadãos já fazem, talvez sem saberem que estão violando a lei: copiar música ou filmes dos CDs e DVDs para outros dispositivos de armazenamento, como iPods.

O governo disse na quarta-feira que planeja legalizar a chamada mudança de formato como parte de uma ampla reforma das leis de direitos autorais do país, visando atualizá-las de acordo com a tecnologia digital e a luta contra a pirataria. Em grande parte do restante da Europa, a mudança de formato há muito é permitida.

Postar um comentário